Sexta-feira, 15 de Fevereiro de 2008
O barro da criação

É incrível... Já tinham passado oito anos... Oito anos pejados de muitas histórias, umas boas, outras nem por isso, mas algumas verdadeiramente más.

 

O tempo passa como o vento, umas vezes forte e outras fraco, mas a vertigem está sempre lá. A vertigem da existência, do ser e do ser por outro ser que não o nosso. Ser. Simplesmente. Porque há seres que precisam sempre de quem lhes ponha a mão por baixo, de quem os acarinhe e os faça caminhar.

 

Ao longo destes oito anos aprendeu muito. Aprendeu que o barro que sustenta a existência não é sempre moldável, como se da roda do oleiro se tratasse.

 

Pensava que os seres - de barro - estivessem em constante evolução, moldando-lhes os outros as formas consoante as vontades. Mas tinha-se enganado. Há barros que vão ao forno logo após o primeiro molde. Nestes casos, resta esperar que um toque despropositado os faça tombar no chão e os quebre. Nessa altura, cabe ao oleiro tentar remediar o problema. E quiçá, fazê-lo com um barro que seja mais maleável...

 

Nestes oito anos, comparou o barro de que era feita com o barro de outros. Será que o defeito era de fabrico. O seu barro era elástico: ora parecia uma jarra, ora um cântaro, outras vezes um prato, ou ainda um cinzeiro. E das mais variadas cores, consoante a mão do oleiro...

 

Da junção do seu barro mole e do barro (re)cozido que tinha encontrado há já oito anos nasceu a mais delicada peça; a mais bela jóia que alguma vez existiu. Uma pedra preciosa que brilha como mais nenhuma.

 

A pedra, a mais preciosa de todas, era difícil de moldar, ao contrário do barro que o oleiro trabalha na sua pedra. Mas, à semelhança do trabalho dos grandes ourives, ela vai continuar a limá-la, para que se torne no diamante mais perfeito.



publicado por petitrien às 11:42
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

.Fevereiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29


.arquivos

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.posts recentes

. O barro da criação

.arquivos

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.tags

. todas as tags

.favoritos

. O quarto azul do mar da i...

. A chegada da Primavera

. O espelho da memória

. Despojos

.pesquisar
 
.Amigos
blogs SAPO
.subscrever feeds